Abóbora japonesa (cabotiá) assada!

Imagem

Essa foto ficou LINDA não ficou? 

Eu não sei vocês, mas eu sou loucamente apaixonada por cabotiá! Gosto refogada, no meio das receitas, kibe, sopa… e agora, ASSADA… e com ervas!!! ❤

E o melhor de tudo… é ultra mega master blaster fácil de fazer:

Ingredientes:

  • 1/2 abóbora japonesa (cabotiá)
  • Ervas aromáticas à gosto (aqui usei: orégano, coentro moído, cominho, pimenta-do-reino branca, chimichurry e galhinhos de alecrim)
  • sal à gosto

Modo de preparo: Corte a abóbora em fatias, retire as sementes, salpique sal e as ervas misturadas. Coloque alguns raminhos de alecrim por cima, para “soltar o aroma”. Cubra com papel alumínio, e leve ao forno por 30 minutos. Depois retire o papel e leve ao forno por mais 10 minutos.

Simples e cheiroso assim! 😉

Hambúrguer de grão de bico com abóbora!

Imagem

Durante as dietas líquida e pastosa, fui acumulando vontades de receitinhas que antes da cirurgia jamais me chamariam a atenção. O hambúrguer de grão de bico é uma delas!

Confesso que no jantar bateu uma preguicinha só de pensar em mastigar infinitamente uma carninha qualquer, e o hambúrguer veio muito à calhar!! Não que nesse caso eu não tenha tido que mastigar infinitamente rs… mas digamos que ele não é tão fibroso quanto a carne normal.

(Depois vou fazer um post resumindo a dieta pastosa e o começo da dieta líquida, e minhas peripécias diante delas, tá faltando né?)

O grão de bico possui entre 20 a 30 % de sua constituição de proteína, o que o torna mais nutritivo até que o feijão! E como não comi carne, ele veio para substituir. Possui também muitas fibras, ferro, cálcio, antioxidantes e fibras. 

Se for consumido todos os dias, faz ganhar massa muscular, reduz o nível de colesterol ruim e regula o intestino.

Por ter ômega 3 e 6, é indicado para prevenir doenças cardiovasculares. E quem tem diabetes ou está lutando contra a obesidade também pode se beneficiar da leguminosa, pois seus carboidratos complexos possuem uma metabolização lenta no organismo, e as fibras, ajudam na sensação de saciedade.

Bateu mau humor? Grão de bico nele!! O bonitinho possui mais triptofano do que o feijão, o mesmo aminoácido essencial que faz do chocolate nossa tão famosa fonte de bem-estar e redução do estresse. 

E aos coleguinhas vegetarianos e veganos, tá aí uma receitinha super legal também!!!

Pesquisando pela internet, achei várias receitas de hambúrguer que levavam grão de bico, misturado com algum legume. Essa receitinha aí foi adaptação minha depois de ver várias receitas diferentes. Vamos à ela?

 
Imagem
 
  • 2 xícaras de grão de bico
  • 2 xícaras de abóbora picadinha (eu usei cabotiá, mas acredito que outra variedade também dê certo!)
  • 1 cebola pequena picadinha
  • 2 a 3 dentes de alho espremidos
  • 1/2 xícara de aveia em flocos finos
  • 1/2 colher de chá de cominho
  • 1/2 colher de chá de coentro
  • 1/2 colher de chá de canela
  • cheiro verde (usei cebolinha, salsinha e manjericão)
  • 1 colher de sopa de tahine ou molho de gergelim (opcional)
  • sal à gosto

Modo de preparo: Cozinhar o grão de bico na pressão por mais ou menos 45 minutos, ou até amolecer. Cozinhar a abóbora picadinha até ficar bem macia. Amassar a abóbora com o garfo, e passar o grão de bico no processador, até virar uma pastinha. Junte tudo numa tigela com o restante dos ingredientes e amasse bem com as mãos até virar uma massinha que não grude muito nas mãos. Aí é só modelar os hambúrgueres (rendeu 11 hambúrgueres de mais ou menos 7 cm de diâmetro). Pincelei o grill (daquele elétrico, com tampa de vidro) com um fioziiiiinho de azeite, só pra não grudar, e grelhei dos dois lados. Ele fica com uma casquinha crocante por fora, e uma massinha macia por dentro. Servi com arroz e uma saladinha de tomate, pepino e cebola, salpicada com gergelim.

E pra quem torceu o nariz só de pensar na receita, posso garantir que fica MUITO BOA. Tenho dois críticos exigentíssimos aqui em casa, que comeram e pediram bis. Até o Otto que é um tagarela à mesa ficou quietinho e devorou!!! Os dois são meu termômetro pra saber se a receita é boa mesmo, pois eu gosto de tudo, então pra mim tá tudo sempre muito bom rs…

Experimentem e me contem!!!

Ah! E se vocês fizerem, fotografem e postem no Instagram, com a hashtag #projetofafa. Vou adorar ver minhas receitinhas sendo compartilhadas!!!